"Sou meio como um mosquito num campo de nudismo; sei o que quero fazer, mas não sei por onde começar." - Stephen Bayne





quinta-feira, 23 de agosto de 2012

meu pesadelo

De repente nos meus sonhos eu me vi narrando a minha vida. Descrevi pra alguém que me escutava quanta dor eu sentia, quanto riso eu queria, quantas lagrimas cairam dos meus olhos. Descrevi que sou muito pequenininha pra sentir tanto peso e dor, descrevi o que exatamente penso nos meus momentos sem ninguém. Quando eu descrevi a minha vida, no sonho, lembrei também de falar das conquistas, da força e da perseverança. Lembrei de dizer da minha capa de super-herói, do meu sorriso de indiferença, da minha falsidade por trás da gargalhada. Lembrei de dizer que choro quando vou dormir. Lembrei de dizer toda a parte insólita de mim, toda a minha fraqueza, minha máscara e minhas incertezas. Descrevi a minha vida como injusta, como fase, como inferno. Descrevi como karma, como loucura, como efêmera. Quando acordei, percebi que eu não estava descrevendo a minha vida. Eu estava descrevendo a sua...

Um comentário:

Janiny Holanda disse...

muito muito bom :) amo