"Sou meio como um mosquito num campo de nudismo; sei o que quero fazer, mas não sei por onde começar." - Stephen Bayne





quinta-feira, 23 de setembro de 2010

penso, logo (?)

Pensei que a cor das rosas transpareceria com o tempo,
pensei que a luz da lua diminuiria com a dor,
pensei que a dor pudesse calar minha gargalhada,
mas só pensei.

Pensei que o sentido da vida está em aceitar que ela não faz sentido,
pensei que a morte é a passagem espiritual da minha mente,
pensei que veria minha irmã do outro lado,
mas só pensei.

Pensei que amor mesmo, só aconteceria uma vez,
pensei que sofrer mesmo, não sofreria mais que antes,
pensei que crescer mesmo, não ultrapassaria meus limites,
mas só pensei.

Pensei que não haveria amizades maiores,
loucuras maiores,
desafios maiores,
dores maiores,
desilusões maiores.

Pensei que pararia de escrever,
que escreveria um livro,
que escreveria num jornal,
que escreveria aqui,
que escreveria
e pararia
e escreveria de novo...

Pensei que pensar é perda de tempo,
que o vento soprando acelera meus segundos,
que eu não vou alcançar a vida
pois ela está muito longe de ser eternizada...
só pensei.

só o tempo vai me responder, se o que eu pensei era verdade...

Um comentário:

janiny disse...

nunca pare de escrever aquii!!
por mais que quase ninguem comente,pode ter certeza que muitas pessoas olham seu blog..
e vc sabe que eu te dou a maior força pra vc
beeijao