"Sou meio como um mosquito num campo de nudismo; sei o que quero fazer, mas não sei por onde começar." - Stephen Bayne





terça-feira, 12 de abril de 2011

me leva pra fora desse qualquer lugar

Minha pernas tremem
meu corpo não responde mais ao balanço das árvores
ao suspirar do outono
ao frio do inverno
Meu corpo não responde mais a nada
Minha inercia não permite mudanças
Meu medo não permite partidas

Ah, se as águas do mar me acalmassem
eu correria por entre as ondas
beijando a espuma do seio da natureza
Ah, se as flores me ouvissem
elas ficariam surdas de tantos gritos
de amor
de desespero
mas muitos

Se tudo em volta de mim falasse
murmurraria a dor calada dos meus dentes
o rangir da minha unha
o nervoso dos meus pés esfregando no chão sujo

eu passo a misturar o externo com o interno
a lua com a minha lâmpada
o sol com o meu breu
eu já nao sei quem eu sou
aonde estou
pra onde vou
só sei que aqui,
nao quero mais ficar.
Ah, se alguém me ouvisse.

2 comentários:

Bruna disse...

que lindooo amiiiga, amo mt você!

Emoções disse...

Poetas

Poetas são flores,
Que com o tempo começam a desbrotar,
As pétalas são o pensamento,
Que ao longo vai recitar.


Poetas são estrelas a Brilhar,
As suas luzes vêem do céu,
Que com um toque de magia,
Começam a se esnpirar.

Poetas são águas,
Que vão ao rio a descer,
Vão levando as tristezas,
Que deixaram de viver.