"Sou meio como um mosquito num campo de nudismo; sei o que quero fazer, mas não sei por onde começar." - Stephen Bayne





segunda-feira, 26 de abril de 2010

Amor para tudo e todos...

Não se desespere
é muito amor
amor muito, alem dessa vida
só encoste em mim...

consegue sentir o coração?
consegue sentir meus ossos nos teus ossos?
minha voz no teu ouvido?
meu beijo no teu pescoço?

não fale...
cala a tua boca e escute o silêncio comigo.
ele não é lindo? o som dele, não é lindo?
eu e você, e mais nada...

eu quero nosso vinho,
quero nossa eternidade,
quero o clichê,
e não sentir saudade...

escuta comigo,
escuta a minha surdez,
repara na minha cegueira
eu perdi meus sentidos
seu amor corroeu meus sentidos
minha vida
meu eu...
me enxerga alem do que você pode ver~
porque eu já não enxergo mais
de tanto amor.

4 comentários:

Bruna disse...

"eu quero nosso vinho,
quero nossa eternidade,
quero o clichê,
e não sentir saudade..."
que coisa mais lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Daniella Fleury disse...

você sempre fala de clichê... as vezes quer se livrar dele, as vezes quer ele por perto! isso é total você! hahahaha..

amei, quero um dia sentir isso!

João Arthur disse...

"o amor na pratica é sempre ao contrário" Cazuza

janiny disse...

quwro um dia sentir isso tbm
uma coisa bem sexy esse texto!
adoroo