"Sou meio como um mosquito num campo de nudismo; sei o que quero fazer, mas não sei por onde começar." - Stephen Bayne





sábado, 12 de junho de 2010

#3

Esse é o terceiro:

Inveja ou raiva, tanto faz. Não que eu quisesse ter o que ela tem.... rosas, anel de compromisso, beijos de manhã, gostinho de maça, cheirinho de café, um cafuné... Não, quem disse isso? Minha reputação de solteira não me faz caber nesse estereotipo criado pela sociedade. Eu não preciso de um homem me abraçando calorosamente e deliciosamente para me completar: NÃO. Repito mil vezes a mim mesma até me convencer de que passar o dia dos namroados sozinha não é uma tragédia. Mas não me convenço. Eu queria aquelas rosas, aquele anel, aquele carinho debaixo do cobertor, aquele orgasmo que ela sente, e eu não sinto, ou pelo menos não todos os dias... Porra, eu queria um namorado.
Minto, eu queria alguem que não existe, fantasiar meus sonhos em cima de uma cama com lençois de 400 mil fios, eu queria rolar até de manhã e ver o nascer do sol nos teus braços. Mas que braços? Braços inexistentes, somente existentes na minha mente persistente. E eu continuo batendo a cabeça na mesma ideia: acho que consigo viver sem eles, mas não consigo... O que vou fazer hoje nessa merda de dia dos namorados, onde aqueles casaizinhos hipocritas fingindo ter namoro perfeito estão se beijando a luz de velas, mas quando chegam em casa, vira cada um pra um lado e dormem sem o sexo? Porra, eu não quero essa merda. Eu acho que prefiro comer minha caixa de bombons e ver "a verdade e nua e crua" pra cair na real de que estar sozinho me basta. Eu não preciso de você pra me tocar, eu posso fazer TUDO sozinha... ou quase tudo, porra.
Depois de tantas lágrimas que esses filhas da puta me fizeram derramar, eu não preciso de ninguém para secá-las, eu tenho meu senso de ridiculo, meu peito de ferro e minhas mãos de luta para levantar e encarar a vida (ou não). Eu sei enxergar os erros em mim, mas esses homens me fazem achar que é tudo culpa minha. E eu tenho certeza absoluta que nem sempre é... E eu acho isso uma puta falta de sacanagem. Vocês conquistam a gente, sussuram em nossos ouvidos exatamente o que nós queremos escutar, nós damos pra vocês antes mesmo de nos apaixonar, sem medo de se entregar, sem receios de amar. Nós não damos somente nosso corpo, damos nosso respeito e tempo, nosso precioso tempo pra simplesmente tratá-los como filhos. Realmente, filhos da puta. Porque depois de nós nos tornarmos súditas de seus desejos e ajoelharmos diante dos nossos reis, deuses e imperadores, vocês pisam nos nossos calos de paixão, esquecendo que foram criados pelos teus beijos... vocês esquecem que não temos armadura completa, que nosso coração é frágil, nossa sensibilidade é exacerbada e nossa reputação é moderada. Vocês esquecem e pisam... até esmagar nosso orgulho. Isso tudo depois de todas as promessas de amor. É por causa disso que hoje fico sozinha. Mesmo não querendo.
Mas é isso ai: eu prefiro comer meus trocentos twix do que acreditar na patetica relação amorosa eterna que só existe em contos de fadas. Exatamente. Aquele beijo debaixo do luar da meia noite de ontem que você viu é uma simples farsa, é uma capa que os individuos contemporaneos vestem para fingir aos alheios que eles são felizes, é quase como no orkut, todo mundo é bonito, ama e tem felicidade eternizada. Tudo farsa, mentira, calúnia. Nenhuma historia de amor é perfeita, se fosse, não teria nem história pra contar... Mas é isso ai, vou vivendo com a minha inveja de solteira, minha raiva de solitaria e minha imensa vontade de ser feliz pro resto da vida. Sozinha ou não. Com os meus bombons ou os chocolates. Eu prefiro morrer gorda do que viver me decepcionando com a canalhice dos homens do século XXI. Eu prefiro passar esse dia dos namorados comemorando como posso passar uma noite sozinha sem precisar me debulhar em lágrimas por não ter uma companhia masculina ao meu lado...

Ok, me da um lenço.

2 comentários:

Daniella Fleury disse...

oi? baixou meu santo em você na hora de escrever? hahahahaha.. falou pelas amigas literealmente hem hahahaha

oh, to indo prai encher a pança e ver a proposta HAHAHAHAH. TE AMO!

humanizarte disse...

snif sniff