"Sou meio como um mosquito num campo de nudismo; sei o que quero fazer, mas não sei por onde começar." - Stephen Bayne





quarta-feira, 30 de junho de 2010

PS

Ela disse adeus, ele concordou.
Ela virou as costas, ele discordou.
Ela disse que o amava, ele concordou.
Ela disse que a historia tinha acabado,
que o fim tinha chegado,
que o adeus era inevitável,
ele desabou.

Os dois eram como um sorvete no inverno
uma briga a luz do nascer do Sol
o silêncio estridente da madrugada
a solidão dos casais em lua de mel
a paixão dos solteiros num sabado a noite
eram os opostos
mas perfeitos.
eram tudo que não deveriam ser
e mesmo assim eram
pelo simples fato de existirem juntos.

Então ela o abraçou forte
como se fosse o ultimo de todos
porque sabia que era o ponto final
da mais linda historia de amor.
mas não sabia que no dia seguinte
ele a acordaria com rosas mortas em sua cama
e uma carta dizendo:

"eu te odiei, eu quis que tudo tivesse um fim, sabia que nós não daríamos certo. concordo com você, tudo deu errado. nós falhamos, eu falhei, você errou, você foi muito menos do que eu imaginava... você mostrou ter defeitos, e eu te achava a mais perfeita, ai perdeu toda a graça. eu perdi a cabeça, sabia que era muito fácil te largar, sabia que virar as costas seria a coisa mais certa a se fazer, sabia que não nascemos um para o outro, e se existimos por um tempo juntos, foi culpa da ignorância do destino, destino que não pertence a nós. E, por isso, as flores mortas, representando a minha propria ignorância por ter achado isso tudo.

meu mundo sem você é preto e branco.
você é meu oposto, e por isso, o que me completa.
eu te amo.


ps.: volta pra mim?"

Um comentário:

janiny disse...

ja tava com saudades dos textos maravilhosos!
e voltou com tudo heeim..
Perfeição total
e a melhor parte
"meu mundo sem você é preto e branco.
você é meu oposto, e por isso, o que me completa.
eu te amo."
lindo,lindoooo
beeijos amoor