"Sou meio como um mosquito num campo de nudismo; sei o que quero fazer, mas não sei por onde começar." - Stephen Bayne





quarta-feira, 23 de junho de 2010

acontece.

Um poema dedicado a todas as mulheres que sofreram por amor. Eu espero que assim como eu, elas não tenham cometido o mesmo erro de comprometer sua propria integridade por causa de um amor passado. Nós nos bastamos, a companhia do outro só é necessária quando ela te faz bem; se não o fizer, lembre-se que nesse mundo é você e mais ninguém... e ninguém merece ser a culpa da sua solidão, ou inexistência. Você existe, somente VOCÊ.




Eram três da manhã
Ela bebia
sentada na cama
sozinha

Lembrava os momentos
o passado
o você

Lembrava como ontem
foi bom
e esquecido

Ela bebia
nua
uma taça de vinho barato
com seus cabelos loiros
- falsos -
jogados em cima do lençol branco

Mas tanto faz
o tempo passava devagar
tanto faz
ele já não estava mais com ela

tudo mentira
ela não estava ali
sem ele, ela não bebe
não lembra
não deita
não vive

ele foi e, com ele,
a alma dela foi junto.

4 comentários:

janiny disse...

Quem nunca sofreu ne??
ja sofri,mas foi voce quem ajudou a levantar,atraves dos seus textos maravilhoos!agradeço muuuito amoor

"Eram três da manhã
Ela bebia
sentada na cama
sozinha"
Esee trecho tem tudo haver comigo,hahahaha
beeijos

João Arthur disse...

Lindo!

Bruna disse...

"ele foi e, com ele,
a alma dela foi junto."
lindo.. aaaaaaaah eu amo seus textos meu amor

janiny disse...

queroo Postt
hahahahahha
viciadaaa
;**