"Sou meio como um mosquito num campo de nudismo; sei o que quero fazer, mas não sei por onde começar." - Stephen Bayne





quinta-feira, 6 de maio de 2010

Com final feliz....

Usei tua fraqueza para acalentar meus desejos
Usei teu não, teu chão, teu beijo
usei tudo aquilo que deveria ser desprezado
por mim, por você, pela vida

Usei teu falso amor pra consolar minhas perdas
usei teus passos em falso pra completar meu caminho
para traçar meu destino
pra esquecer do meu proprio fracasso

Usei tuas poucas palavras
tuas mentiras, tuas falas, teus sons,
usei tuas promessas, usei tudo que não era meu
não era nosso, não era de ninguém
usei pra me libertar, me preencher, me renascer

usei teu calor, tua dor, teu pranto
pra fazer da tua pele o meu manto
pra fazer de mim o teu santo
pra esquecer que o amor não existia...

usei teu sexo por prazer
teus beijos pra me aquecer
teu te amo pra viver
pra esquecer que o teu amor não existia...

Mas não perdi permissão.
Não pedi o passe de entrada
não bati na porta do seu coração
das suas feridas, dos seus ressentimentos
usei tudo achando que você não ligaria
usei tudo pra me reerguer diante de ti
porque só com suas cicatrizes consegueria apagar o meu vazio
por saber que em você, existia um maior ainda....


desculpa, esqueci de te avisar que te usei
te usei pra ser feliz,
e deu certo.

5 comentários:

malumello disse...

caraca, parei com voce

Bruno disse...

No fundo vc deve ta apaixonada, essa parada de escrever sem sentir realmente... sei sei... hahahaah!
ta muito bom, mais uma vez!
um beijo, estou com saudade!

janiny disse...

poarraaaa
amando esses textos cada vez mais!
e cada vez fica melhor!!!
parei com voce tbm
não vou bem comentar!
adoorei
;**

Renata Fontanetto. disse...

isso dá música. MUITA música. compositora, você?

Daniella Fleury disse...

na boa
esse eu nem vou comentar..
dá música mesmo, e melhor.. dá um COMEÇO.