"Sou meio como um mosquito num campo de nudismo; sei o que quero fazer, mas não sei por onde começar." - Stephen Bayne





sábado, 8 de maio de 2010

Nos finalmentes.

Esperei 18 anos pra isso. Pra poder dizer que posso dirigir, beber e ir fazer o que eu bem entender da minha vida... Na verdade há um tempo eu já podia casar, abrir empresa e responder pelos meus atos, porque meus papais acharam que eu já tinha discernimento suficiente pra alterar dois anos na minha certidão. Mas a partir de agora, dia 8 de maio de 2010, eu não usarei mais a identidade da minha prima, identidade da minha amiga, e nem sentirei frio na barriga na fila da baronetti. Hoje eu posso pedir quantos chopps eu quiser (como se antes não o fizesse), e esbanjar minha maioridade pra quem quiser ver... Hoje eu posso.
Desde pequena, tive amigas mais velhas do que eu, portanto, meus dezoito anos eram os mais esperados de todos, por ser o ultimo... E chegou, e agora não tem mais graça, porque ninguem vai ficar me chamando de pirralhinha, e dizendo como a foto da minha prima é tão diferente de mim... Minha meia noite eu passei da melhor forma possível: com muito amor. Brindei com as minhas amigas, eu ri para o mundo com meu sorriso de criança, transbordando felicidade... eu ri para quem quisesse ver, eu nunca passei uma meia noite tão feliz...
Faltaram pessoas... muitas pessoas... mas nem tudo é do jeito que a gente quer, e eu espero que a ausência alheia seja belamente justificada. Enquanto isso, volto a dizer: gritar que eu tenho 18 anos do lado das amigas mais maravilhosas e de mais uma pessoinha ai especial é PERFEITO! E ainda com uma garrafa de champagne na mão? Eu não precisava de taça... eu não precisava de nada, de mais nada, eu tinha TUUUUUUUUUUUUDOOOOOOOOOO. E quem não bebeu da vodka falsificada adulterada com o energético de primeira linha e não ficou alucinado ontem: perdeu a noite. Enquanto eu, GANHEI TUDO.
E a festa seguiu.... músicas, fotos, danças até o chão, alcool (muuuito alcool), declarações, taxi, lei seca, freiada, etc etc etc, terminei a minha noite (ou comecei o meu dia), vendo o azul do céu estampado no meu mundo, declarando minha sentença eterna de felicidade, ali eu sabia que estava no caminho certo... Percebi que pra eu ser feliz, tenho que acreditar no meu potencial, e melhor: estar com pessoas que acreditam no meu potencial, que me lembram todos os dias como EU sou incrivel, pra eu simplesmente não deixar de ser.... por você, eu me esforço até o infinito pra isso...
Depois das poucas 3 horas de sono, eu precisava botar em palavras a minha noite, por mais que eu não ache que um texto é o suficiente pra descrever momentos tão perfeitos assim... As palavras marcam a minha vida, fazem parte dela, mas elas não conseguem definir por si só a minha alegria, a minha espontaneidade, a minha vida... elas não vão conseguir definir meus sentimentos, nunca, e o que eu to passando nesse momento, e eu juro: não podia estar melhor...
Obrigada a todos que fizeram de ontem a melhor noite do ano, e uma das melhores da minha vida, foi realmente especial, a participação de cada um foi essencial no conjunto do que foi a comemoração dos meus 18 anos. DEZOITO ANOS. Porra. É tão bom poder falar...
Eu cresci muito ao longo desses ultimos 5 anos, e continuarei crescendo, sempre, e tentando manter do meu lado pessoas incriveis, pessoas extraordinarias, pessoas que ME fazem feliz... pessoas que fazem de uma simples noite um momento inesquecivel...
Obrigada mais uma vez.

PS.: quero acordar nos seus braços todos os dias.

5 comentários:

Karina disse...

QUE LINDAA!!! adoreeeeeei o texto! foi demais mesmo a noite!!! =)
te adorooo

janiny disse...

LIINDAA
VOCE É TUDOO!
APROVEITAA MUUUIITO SEU DIA..
PARABEEES FOFA!
TO AQUI SEMPREEEE
BEIIJOS

Daniella Fleury disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniella Fleury disse...

Amiga, repara que seu blog tá SUPER feliz... não tem mais texto triste (não que seja ruim ter, é até bem inspirador... eu vc sabemos mt bem disso)!
Essa nova fase está te fazendo mt bem, adoro poder participar um pouco dela =)
TE AMO

Bruna disse...

eu te amo e amei fazer parte da SUA virada! adorei o texto